Black

26 Jul

Lágrimas rolaram dos meus olhos naquele dia na Arena Anhembi quando, depois de horas de espera, soaram os primeiros acordes e ela entrou no palco. Lágrimas diferentes de quando, neste sábado à tarde, eu soube que Amy se calaria para sempre.

Aquele show foi ela, sintonia entre perfeição e imperfeição, timidez nítida, letras provocantes, voz expressiva. Não concordei com a chuva de críticas que caiu em cima no dia seguinte, e fico muito feliz de poder ter visto aquilo tudo ao vivo.

Aquilo tudo, que era muito para ela. Tudo que ela viveu era muito para ela, exposição demais, cobrança demais.

Metade da pressão vinha de dentro. Todo gênio criativo tem uma alma revoltada, uma dose extra de sensibilidade e um componente de desequilíbrio – com exceção de Paul McCartney. Tudo levava a crer em um fim trágico, mas a esperança sempre existe – até que vem a notícia.

Metade da pressão vinha da mídia, com os retratos sórdidos de seus paparazzis. Da morte, extrai-se a última gota: é a teoria dos 27, a especulação sobre a causa, reportagens especiais, comentários do ex-namorado preso. Hoje, passados três dias, a manchete foi reduzida a uma pequena nota comentando o funeral, que tive dificuldade para encontrar nas páginas dos principais jornais online. Daqui a uns dias, sai de vez da pauta.

Os anjos devem estar um pouco chocados com tanta tatuagem, magreza, olheiras e histórico destrutivo. Mas só até tocarem as harpas e ela soltar a voz.

Rest in peace.

Advertisements

One Response to “Black”

  1. MF July 28, 2011 at 12:22 pm #

    O texto é excelente, como sempre a autora é inspiradora…Sobre o talento de Amy, nada a declarar, incontestável e merecido o reconhecimento midiático, mas talvez tenha sido todo esse sucesso que tenha lhe trazido todos os efeitos colaterais de uma fama absurda, para alguém ainda muito jovem e que mostrou não ter equilibrio emocional para lidar com tudo. É fácil ter pena e sentir trsiteza, com certeza é uma perda irreparável para a música mundial, mas até que ponto a fama é boa para um ser humano que nem mesmo conegue lidar com seus problemas pessoais e internos???

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: